Resultados 1 - 2 de um total de 2



 
Jorge Leandro Rosa

«Ler Marx», só. E ler Sousa Dias que veio a dar-nos uma leitura de Marx im-possível, não a leitura da grandeza, mas a grandeza da leitura, que é a única grandeza que nos acerca de Marx. Ler alguém que pensa o acontecimento que é Marx, simplesmente o acontecimento de uma vida que nos interpela porque ainda não foi, ela mesma, lida naquela possibilidade que ela mesma encerra: a de ser lida e não repetida.

  APONTAMENTOS




 
João Urbano e Jorge Leandro Rosa

[...] se possa comportar como um poderoso desactivador dessas entidades metafenomenológicas que são os espectros, também ele, em seus efeitos de superfície, é espectral.[...] permito-me aventar que a época que se abre diante de nós corresponde não à completa abolição dos espectros, mas à sua atenuação de forma a quase desaparecerem, ao seu apagamento, uma espécie de[...]

  ENSAIO




 

© Todos os direitos reservados.   Política de privacidade
 
 X